foto: redes sociais

Duas pessoas morreram na queda de um helicóptero, por volta das 19h deste sábado (16), nas proximidades da rodovia MG 179, no perímetro de Espirito Santo do Dourado (bairro Paciência). O local da queda fica a cerca de 35 quilômetros de Pouso Alegre. A Aeronave pegou fogo após o acidente, e seus dois tripulantes, um empresário e o piloto, não tiveram chance de sobrevivência.

De acordo com o Corpo de Bombeiros de Pouso Alegre, as vítimas são o piloto Luiz Gustavo Soares e o empresário Márcio Bissoli, que seria o CEO de um grupo de mineração. Eles teriam embarcado no helicóptero em Nova Lima, e seguiriam para o aeroporto de Congonhas, em São Paulo. Havia informação de que outros dois passageiros teriam embarcado no mesmo local, e desembarcado em outro ponto antes da ocorrência do sinistro, mas este dado foi desmentido por imagens de câmeras de Nova Lima, que mostram apenas os dois homens iniciando a viagem.

Moradores da região viram quando a aeronave começou a cair e em seguida o incêndio. Houve quem tentasse chegar ao local da queda, que é de difícil acesso,mas sem sucesso. Os militares do Corpo de Bombeiros controlaram as chamas, que chegaram a tomar conta da mata.  Em seguida, começaram as buscas pelos corpos dos mortos.

O helicóptero, ainda de acordo com os bombeiros, é um Agusta modelo A1095, com capacidade para sete passageiros. Ele pertence ao grupo comandado pelo empresário que faleceu no acidente, que aliás seria dono de pelo menos 17 empresas.


foto: Corpo de Bombeiros