Bem Bem (chegando à esq.) e Washington (à dir.) foram condenados a sete anos em regime semi-aberto

Os dois homens acusados de matar João Carlos de Souza, um jovem poço-fundense de 23 anos, em novembro de 2014, foram condenados a sete anos de prisão em regime semi-aberto. As penas para Gleidson Justino (31 anos), o “Bem Bem”, e para Washington da Silva (30 anos) foi definida num segundo julgamento, nesta terça-feira (27), depois que o primeiro, realizado em 2 de fevereiro de 2016, foi anulado.

No primeiro julgamento, Gleidson havia sido condenado a 14 anos de prisão, inicialmente com regime fechado, e Washington a sete anos em regime semi-aberto. A defesa do primeiro condenado recorreu, e o resultado acabou anulado pelo TJMG, obrigando ambos a sentarem-se novamente no banco dos réus para um novo Júri. Com uma qualificadora eliminada, inclusive com pedido do próprio promotor, a pena de Bem Bem acabou por ser diminuída pela metade, ao contrário do que esperava a família da vítima (que queria o aumento da pena de Washington).