Marquinhos sugeriu que salários de prefeito, vice e vereadores sofressem redução

Os salários dos agentes políticos de São João da Mata viraram alvo de uma rápida, mas interessante discussão na Câmara daquela cidade. O vereador José Marcos do Carmo (Marquinho do Carmo) fez uma indicação com a sugestão de que os subsídios sofressem uma redução. A Mesa Diretora, no entanto, negou o pedido, mas sinalizou com a possibilidade de não haver reajuste para 2018.

Marquinhos afirma que diante da crise que assola o país, seria justo que os agentes políticos tivessem diminuídos seus salários, o que também auxiliaria no controle das contas, pois desoneraria a folha de pagamentos do Executivo e do Legislativo. A direção da casa, composta pela presidente Valdine Alves Vieira, o vice Dionício de Carvalho Costa e a secretária Elaine Cristina Negrão (foto abaixo, em reunião ordinária), afirmou em resposta que entendeu não ser possível esta mudança, com o o argumento de que “como os valores estão dentro da legalidade, todos os agentes políticos tem suas responsabilidades dentro do município, que são muito grandes”. No entanto, uma outra sugestão foi apresentada: a de que não seja feita a recomposição anual prevista para 2018, tendo como justificativa exatamente a crise citada no pedido.

Confira indicação e resposta nos documentos após a foto da Mesa Diretora.



foto: site oficial da Câmara de São João da Mata