A Mostra de Cinema Falsete é uma iniciativa de levar a cidades Sulmineiras a produção audiovisual realizada no interior e também o resultado de dois festivais de cinema acontecidos na região – o FestCine (Poços de Caldas) e a Mostra de Fama, chegará a Poço Fundo no próximo dia 2 de setembro (sábado).

O evento é gratuito e acontecerá na Praça José Caetano Neves, a “pracinha do Pé de Chopp”. Uma estrutura com tenda e cadeiras será montada para receber o público que, por duas horas, terá contato com o cinema regional através da apresentação de três curta-metragens e o longa metragem Falsete, um documentário sobre a música sul-mineira. “Nosso objetivo é fomentar através da Mostra a produção audiovisual da nossa região e mostrar também quem são seus protagonistas”, dizem seus criadores, os produtores Wolf Borges e Jucilene Buosi

A produção cultural do Sul de Minas é um tema recorrente no trabalho. O “Falsete” é o primeiro documentário de longa metragem sobre a música do Sul de Minas Gerais. Ao longo do filme 10 compositores são entrevistados em mais de 15 cidades sulmineiras, utilizadas como locação do filme e que possuem uma fotografia privilegiada por belas paisagens. Compositores como Fernando Brant, Ceumar, Ivan Vilela, Sergio Santos, Marcos Mesquita, Maurício Brandão, Raimundo Andrade, Dinho Caninana, entre outros sulmineiros. O filme contém também 10 clipes de canções inéditas. O filme tem direção de Rodrigo Infante, produção de Wolf Borges, direção de áudio de Deivid Santos e é conduzido por sua diretora executiva, a cantora e atriz Jucilene Buosi.

Um dos curta-metragens que compõem ainda a Mostra Falsete é “Um canto para dormir”, produzido pelo cineasta Bruno de Souza, poço-fundense radicado em Alfenas, que obteve 3º lugar na Mostra de Cinema de Fama, em Maio deste ano. O curta tem ingredientes de terror e suspense, mas, sobretudo é uma trama que retrata questões como o racismo, a misoginia e a dura realidade enfrentada pelo negro, tendo como cenário a vida rural nos idos de 1870.

Também será apresentado o curta “A Bailarina”, animação que utiliza a técnica da rotoscopia, de Lucas Argenta, que aborda com leveza o sonho de infância de ser bailarina, também apresentado na Mostra de Fama. E o terceiro curta, “A piscina de Caíque”, é de Rapahel Gustavo da Silva e foi apresentado no FestCine – Festival Nacional de Cinema de Poços de Caldas.Narra a história de um garoto que sonha em ter uma piscina e vive em uma região pobre onde a falta de água e o calor é uma realidade constante, e onde nem sempre este tipo de diversão é prioridade.

A Mostra de Cinema Falsete, que tem patrocínio da Codemig e do Governo do Estado de Minas, com o apoio das Prefeituras Municipais que recebem a Mostra, como é o caso da Prefeitura de Poço Fundo, já aconteceu em Poços de Caldas, em Julho, e seguirá para Alfenas (13 de Agosto). Depois de passar por Poço Fundo, também irá para Machado (17 de Setembro).

Ficha Técnica:
Falsete – Mostra de Cinema
Dia 2 de Setembro de 2017
Praça José Caetano Neves
ENTRADA FRANCA